EMF Balancing Technique® para Crianças

SESSÕES DE EMF BALANCING TECHNIQUE PARA AS NOVAS CRIANÇAS DO PLANETA

A EMF Balancing Technique® é o sistema energético projetado para trabalhar com a Universal Calibration Lattice® (Malha de Calibração Universal), um sistema na anatomia energética humana. Utiliza o efeito de humano com humano sobre o campo eletromagnético. 

A EMF Balancing Technique® têm demonstrado diversos efeitos positivos em crianças e adolescentes. 

CRIANÇAS E ESTRELAS (artigo de Ingrid Cañete) 

Um fenômeno nem tão recente entre as crianças começa a chamar a atenção de educadores, terapeutas e até esotéricos. Uma geração especial sinaliza ter uma clareza impressionante, alta sensitividade e criatividade, além de muita inteligência emocional e espiritual.

Como “efeitos colaterais”, esse DNA sutil apresenta uma série de fragilidades ou meramente diferenças com relação ao padrão, que na maioria dos casos têm sido traduzidas como problemas de personalidade.

Para clarear um pouco a questão, convidamos uma especialista para conceituá-la - até porque muitas dessas crianças hoje já são adolescentes e jovens, e o assunto é urgente e quase desconhecido. Ingrid Cañete é psicóloga, consultora, escritora e professora universitária, já publicou um livro sobre o assunto, e nos fala aqui sobre os assim chamados “índigos ". 

 

ÍNDIGOS, as crianças de uma Nova Era 

Os Índigos possuem características e atributos muito diferentes do “normal”, tanto de ordem física, quanto psicológica e espiritual. Isso faz com que um grande número de pais e de educadores, quando perguntados, se manifestem afirmando categoricamente que as crianças e os adolescentes não são mais os mesmos! E oferecem inúmeros depoimentos relatando o comportamento e a maneira de ser e de estar de um jeito muito diferente, no mundo.

O que pode parecer para alguns menos informados apenas resultado das transformações de uma sociedade onde os valores estão confusos e invertidos, e um sinal dos tempos, se revela muito mais do que isso a todo aquele que se detenha numa observação mais criteriosa e sensível.

Os indícios são muitos e muito fortes para os quais nem os pais, nem o sistema educacional vigente estão preparados para se relacionar e ajudar no processo de formação saudável destes seres humanos. A preparação é necessária e urgente, e para isso é preciso que a sociedade tome consciência destas mudanças e se organize através de grupos de profissionais ligados à educação e de pais para que possamos apoiar e oferecer a ajuda necessária para que os Índigos sejam respeitados em suas diferenças, ajudados e apoiados no sentido de realizarem seus dons e missão aqui.

Os índigos são seres humanos com uma freqüência vibracional mais elevada e com uma consciência mais expandida. São extremamente sensíveis, e sabem no seu íntimo que vieram com uma missão muito importante para esse Planeta. Pode ser que eles só despertem e obtenham clareza sobre sua missão na vida adulta, porém eles trazem essa noção e um profundo senso de missão.

Os estudos e pesquisas, assim como a prática de alguns profissionais no atendimento dos Índigos, são ainda recentes, porém todos indicam que estamos diante de seres humanos diferentes que vieram para ajudar e acelerar o processo de transformação do nosso Planeta, no sentido de sua evolução espiritual.

Conforme Darío Bermudez (in Aisemberg, 2003), evidências em diferentes partes do mundo parecem indicar que novos seres estão chegando ao planeta, seres com um nível muito mais elevado de consciência. Eles estão vindo para “mudar”, para construir, para deixar para trás o obsoleto e nos ensinar uma nova visão de tudo, com uma matéria prima revolucionariamente óbvia: o amor.

O que podemos constatar, ao longo de muito tempo de observação, é que os índigos personificam toda a grandeza e a essência divina do ser humano, preconizadas por diversas civilizações que nos antecederam na Terra e também pelos textos bíblicos.

Representam a nova raça humana que está chegando em número crescente ao nosso Planeta.

A primeira pessoa a identificar e escrever sobre o fenômeno Índigo, foi Nancy Ann Tappe, em seu livro “Understanding your life through color”, em 1980. Ela chamou de índigos aqueles seres nos quais identificou a cor Índigo em seu campo energético ou aura. Todos os seres humanos possuem um campo de energia que os circunda e cuja coloração varia de acordo com seu grau de consciência e com sua missão aqui na Terra.

Sobre Nancy, é importante destacar que é Professora na Universidade de San Diego State, EUA, também Conferencista internacional com trabalhos realizados nos EUA, Canadá, Europa e Ásia. Parapsicóloga, Teóloga, Filósofa, sensitiva e canalizadora, submeteu seus dons paranormais de ver a aura humana, das plantas e dos animais a um acompanhamento científico, sob a direção de um psiquiatra americano, em San Diego. Dedicada ao estudo dos Índigos, descobriu neles essa qualidade de energia azul.

Seus estudos e investigações tratavam de construir um perfil psicológico que pudesse resistir à crítica acadêmica. Na época, em 1980, seu colega e companheiro de pesquisa, o psiquiatra Dr. McGreggor, a chamou para ver seu filho que acabara de nascer, depois inúmeras dificuldades enfrentadas por ele e por sua mulher, para conseguir que ela engravidasse. Nancy foi ver o bebê e percebeu que ele tinha uma aura azul, cor que ainda não constava em seus registros e estudos de até então. O bebê não viveu por muito tempo mas Nancy passou a observar e estudar esta cor de aura, a partir daí.

Segundo Nancy, o principal fato que descobriu sobre os Índigos é que eles não têm um plano de estudos, como nós temos, e não terão até os 7 ou 8 anos de idade ou até mais. Somente por volta dos 26 ou 27 anos de idade se poderá observar uma grande mudança nos Índigos, ou seja, seu propósito estará aqui e passarão a ter clareza impressionante sobre o que estão fazendo. E os mais jovens virão com uma clareza muito grande sobre o que farão na vida.

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DOS ÍNDIGOS

Conforme Doreen Virtue, Ph.D, conselheira científica nos EUA, você pode identificar crianças índigos através das seguintes características principais:

· Possuem alta sensibilidade.

· Têm uma quantidade excessiva de energia.

· Se aborrecem facilmente podendo aparentar que só mantém a atenção por curtos períodos de tempo.

· Precisam de adultos seguros e emocionalmente estáveis.

· Resistem à autoridade se ela não for democraticamente orientada.

· Preferem aprender por métodos e caminhos não tradicionais e com prioridade a leitura e a matemática.

· Podem frustrar-se facilmente pois têm grandes idéias mas lhes faltam recursos e pessoas que ajudem a concretizá-las.

· Aprendem através da exploração, mas resistem à memorização pura e simples.

· Não se mantém sentados por muito tempo a não ser que estejam absortos em algo do seu interesse.

· São muito compassivos; têm muitos medos relativos à morte, especialmente a perda daqueles que ama.

· Se experimentam o fracasso muito cedo, desistem ou desenvolvem bloqueios na aprendizagem.

E, após todos esses anos de estudo e de observação, evidenciam-se para mim alguns sinais claros de que estamos diante de uma criança “diferente”. Citarei alguns:

· Não aceita o “não porque não”, como resposta. Exige argumentação sincera, plausível e não aceita “enrolação”.

· Seu olhar é muito profundo.

· Maturidade de um adulto.

· Calma, paz interior.

· Alto grau de energia que precisa ser investida.

· Inteligência emocional e espiritual.

· Não sente medo.

· Sabe quem é e o que veio fazer aqui, conhece sua vocação e missão de vida.

· Liderança natural, reconhecida e não forçada.

· Demonstra super sensibilidade.

· Especialmente criativo.

· Grande interesse ou mesmo atração por temas ligados à magia, percepção extra-sensorial, misticismo, sentidos especiais e “super poderes”.

· Possui amigos invisíveis com quem conversa e de quem recebe mensagens.

· Conversa com animais e segundo informa, os animais conversam com ele.

(Fonte: “Crianças Índigo, a Evolução do Ser Humano”, livro de Ingrid Cañete)

  

CRIANÇAS CRISTAL

Dando seqüência aos estudos sobre crianças da Nova Era, trazemos aqui algumas informações básicas sobre as Crianças Cristal, que são muito recentes no planeta e vibram em freqüência energética ainda mais elevada do que a dos Índigos. Quem nos fala dessa geração muito sutil é Ingrid Cañete, psicóloga especialista no tema, e representante do Brasil na Rede Latino Americana Índigos. 

 

Cristal: uma geração em auxílio aos Índigos 

Em artigo anterior aqui no Absoluta (“Índigos, as crianças de uma Nova Era”), falamos sobre as Crianças Índigo, e procuramos oferecer alguns esclarecimentos iniciais sobre esse tema. Agora, pretendemos seguir com ele e ampliá-lo falando sobre as Crianças Cristal, já que inúmeros são os pedidos e perguntas a respeito.

Cabe esclarecer, primeiramente, que essas nomenclaturas são apenas uma terminologia utilizada para fazer referência a crianças e jovens que estão nascendo em número cada vez maior, em todo o planeta, e que possuem características físicas, psicológicas e espirituais diferentes. As Crianças Cristal são assim denominadas devido à uma determinada freqüência energética ainda mais elevada do que a dos Índigos e à uma coloração branco cristalina que compõe sua aura, ou seja, o campo energético que envolve seu corpo físico.

Segundo a Dra. Doreen Virtue (Doutora em Filosofia, Metafísica e Conselheira psicológica, autora de mais de 20 livros nos EUA), as Crianças Cristal possuem uma aura multicolorida opalescente, com toques pastel, seria algo como ver um cristal de quartzo através de um prisma. Essa geração está chegando em número maior ao planeta Terra, desde 1995, e são crianças fascinadas pelos cristais e pedras, o que também está relacionado ao nome Cristal com que se faz referência a elas.

 

AS CARACTERÍSTICAS DAS CRIANÇAS CRISTAL: 

- Possuem olhos grandes, um olhar intenso e profundo.

- Possuem personalidades atraentes.

- São muito carinhosos.

- Começam a falar mais tarde na infância.

- São dotados de um grande sentido musical e podem começar a cantar antes de falar.

- Comunicam-se utilizando a telepatia e a linguagem de sinais, criada por eles mesmos.

- São facilmente diagnosticados como autistas ou com Síndrome de Asperger.

- São emocionalmente equilibrados, doces e amorosos.

- Perdoam facilmente aos demais.

- São altamente sensitivos e empáticos.

- Sentem forte conexão com a natureza e com os animais.

- Mostram habilidades para a cura.

- Grande interesse por cristais e pedras.

- Falam freqüentemente com anjos, guias espirituais.

- Manifestam memórias de vidas passadas.

- São grandes artistas e muito criativos.

- Preferem comidas vegetarianas e sucos de frutas ao invés de comida "normal".

- Costumam ter um incrível sentido de equilíbrio e podem tornar-se hábeis alpinistas e exploradores.

 

Diversos autores referem que as Crianças Cristal foram muito beneficiadas pela vinda anterior dos Índigos e que teriam preparado o ambiente provocando mudanças energéticas favoráveis à sua chegada. Quer dizer que os Índigos foram chegando e transformando, principalmente com sua presença, a energia mais densa do planeta em energia mais sutil, o que facilita de algum modo a chegada dos chamados Cristais.

É importante comentar que muita confusão ainda é feita quando tentam separar Índigos de Cristais, para melhor explicar. Nós queremos contribuir para minimizar estas confusões e dúvidas. Na verdade, estamos presenciando e testemunhando a evolução da espécie humana neste planeta, e todos nós somos capazes de perceber que as crianças e jovens "não são mais os mesmos", nas palavras de alguns pais e de professores também. Quer dizer, percebemos que as crianças e jovens vêm evidenciando as mudanças de nossa espécie, sejam elas físicas, psicológicas ou espirituais, independente de sabermos qualquer coisa sobre Índigos ou Cristais.

Existem adultos Cristais, assim como adultos em transformação, passando de Índigos para Cristais nesse momento, inclusive também os pais destas crianças em razão da convivência com elas, pois assim seu processo de evolução se acelera. Só que estes são em menor número ainda.

Espectro da Consciência Universal - Pois bem, todos nós sabemos que nossa essência é pura energia que se materializou sob forma de corpo humano e que tudo o mais que existe, sejam outros seres ou objetos, tudo é essencialmente energia materializada de diversas formas e com diferentes graus de consciência, certo?

Então, para que fique mais fácil compreender essas questões ligadas aos Índigos e Cristais e suas respectivas freqüências, é preciso entender que, quanto mais evolui a espécie humana, mais ela expande sua consciência, e consciência é energia. Podemos falar em um espectro da consciência, conforme nos explicou Ken Wilber, e esse espectro é basicamente comparável, por analogia, à luz branca que, conforme a luz que incide nela, e conforme olharmos, veremos facetas e reflexos multicoloridos. Assim, também podemos dizer que os Índigos possuem a presença de uma coloração azul Índigo em sua aura porque eles acessam naturalmente essa freqüência, neste espectro da Consciência Universal e que os Cristais possuem uma predominância da coloração branco cristalina com reflexos multicoloridos porque eles acessam essas freqüências. Entretanto, essas freqüências estão disponíveis a todos nós, independente de sermos ou não Índigos ou Cristais.

(Ingrid Cañete: Psicóloga, Especialista em Administração de Recursos Humanos, Professora Universitária, Escritora, Consultora de empresas em Qualidade de Vida e Prevenção de Stress.)

 

Assista o vídeo da CCHR INTERNATIONAL que faz uma crítica aos "rótulos" dados a estas novas crianças e jovens.

https://www.youtube.com/watch?v=yDhV4a4hPiE