Microfisioterapia

A Microfisioterapia é uma técnica de terapia manual desenvolvida na década de 80 na França, seu embasamento científico se fundamenta nas seguintes áreas : Embriologia, Ontogenia, Filogenia e Anatomia.

Por meio destes estudos foram desenvolvidos mapas corporais específicos que permitem a localização de agressões (físicas, emocionais, tóxicas ou vibratórias) que o indivíduo vivenciou e que podem deixar um registro no corpo.

Tais registros atrapalham a funcionalidade do corpo, podendo influenciar no surgimento de doenças crônicas e somato-emocionais ( ansiedade, síndrome do pânico e depressão, alergias)Identificando a causa primária o profissional realizará a sessão de tratamento utilizando a micropalpação e informado ao corpo esses registros possibilitando a auto-cura. (Carlos Shenn, 2017)

 

Principais indicações:

- Lesões desportivas

– Dores físicas – lombalgias, ciatalgias, cervicalgias, cervicobraquialgia, tendinites, LER (Lesão por Esforço Repetitivo) E DORTs (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho).

– Traumas físicos – entorses, contusões, luxações

– Rinites, sinusites e alergias em geral

– Enxaquecas

– Fibromialgia

– Fadiga Crônica

– Problemas Urogenitais

– Doenças auto-imunes

– Transtornos de ordem emocional – síndrome do Pânico, T.O.C (Transtornos Obsessivos Compulsivos), ansiedade, fobias, traumas emocionais, hiperatividade, depressão, agressividade, DDA (Déficit de Distúrbio de Atenção) ou DDAH (Desordem por Défice de Atenção com Hiperatividade)

Sob o aspecto preventivo, a Microfiosioterapia é indicada quando o organismo sinaliza algum desequilíbrio, tais como cansaço excessivo, sono não reparador, queda de cabelo, mau funcionamento intestinal, irritabilidade, entre outros desconfortos.

A Microfisioterapia não se opõe a medicina tradicional, trata-se de um tratamento complementar e pode ser realizado em qualquer idade.